News

Quantas mulheres que trabalham com tecnologia você conhece?

Listamos algumas profissionais que fizeram sucesso na história, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Mulher site

Quantas mulheres que trabalham com tecnologia você conhece? De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do IBGE, somente 20% dos profissionais que atuam no mercado de TI são mulheres. E, ainda segundo a pesquisa, as profissionais de TI têm grau de instrução mais elevado do que os homens do mesmo setor no Brasil, mas ganham 34% a menos que eles.

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, destacamos abaixo algumas dessas profissionais. Confira:

Ada Lovelace (1815-1852) - pioneira da computação, Ada se tornou a responsável pela criação do primeiro algoritmo processado pela máquina analítica de Charles Babbage. Sua invenção permitia que o equipamento calculasse valores de funções matemáticas, o que a tornou a primeira programadora da história.

Marie Curie (1867-1934) - descobriu o Polônio e o Rádio, conduziu pesquisas pioneiras sobre radioatividade (termo que ela inventou) e ajudou a desenvolver o raio-X. Ela tornou-se a primeira pessoa a ganhar dois prêmios Nobel, em Física e Química, e ainda distribuiu o dinheiro das premiações entre conhecidos que tinham dificuldades financeiras, inclusive estudantes.

Dorothy Vaughan (1910-2008) - a primeira afro-americana a chefiar uma seção da NASA. Formou-se em Matemática, especializou-se em computação e chefiou um grupo composto somente por mulheres afro-americanas formadas em matemática. Dorothy fazia cálculos ou verificava aqueles realizados pelos computadores e era considerada genial, mas pouco reconhecida mediante os engenheiros da instituição. Ela é considerada uma peça-chave na implementação do Fortran, que era um sistema de linguagem de programação criado pela NASA na década de 1950.

Margaret Hamilton (1936) - Foi diretora da Divisão de Software no Laboratório de Instrumentação do MIT, que liderou a equipe desenvolvedora do programa de voo para o Apollo 11, a primeira missão tripulada à Lua. O software dela impediu que o pouso na Lua fosse abortado.

Cláudia Maria Bauzer Medeiros (1954) - Graduada em engenharia elétrica e mestre em informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), com doutorado em Ciência da Computação pela Universidade de Waterloo (Canadá), Cláudia foi presidente da Sociedade Brasileira de Computação de 2004 a 2007. Fundou na Unicamp o Laboratory of Information Systems e foi professora visitante da Universidade Paris-Dauphine, onde conquistou o título de Dr Honoris Causa. Tem diversos reconhecimentos internacionais por fomentar a participação de mulheres na área de TI e por suas pesquisas em gerenciamento de dados científicos para vários tipos de aplicações, em particular em biodiversidade e planejamento agro-ambiental.

Cristina Junqueira (1984) – Cristina ganhou destaque esta semana por aparecer na capa da revista Forbes como uma das 20 mulheres mais importantes do Brasil. Ela é a primeira brasileira e uma das primeiras do mundo a aparecer grávida na capa de uma revista de negócios. Cristina ajudou a fundar a Nubank, única startup do mundo avaliada em mais de 10 bilhões de dólares que tem uma fundadora mulher. A publicação na revista representa uma parcela das mulheres que engravidam enquanto estão no mercado de trabalho. Uma pesquisa da FGV mostra que quase metade das mulheres grávidas são demitidas em até 12 meses após voltar da licença maternidade.

Não faltam nomes de mulheres que se destacam não só na área de tecnologia. Elas sempre existiram e contribuíram para a inovação, embora não tivessem o mesmo reconhecimento que seus colegas homens. 

Ser mulher não significa trabalhar menos. Parabéns a todas as mulheres!